A ASCENSOM. UMHA FESTA POPULAR ANTIPOPULAR.

9 de Maio de 2013

ascensom

E dá-lhe!! Para as Festas da Ascensom 2013 no  Concelho de Compostela seguem a considerar que os grupos de música e artistas galegas nom aportam suficiente dignidade para o evento. Milheiros de euros foram investidos nos concertos das bandas de “grande qualidade” como é o casso de Pignoise e artistas como Macaco e Melendi. Rosa Cedrom, o encontro de corais e a actuaçom das Banda apresentam-se no programa como segundo prato.
A ideia de contar com grupos locais nas festas da cidade está descartadíssimo, por suposto!

É claro que ano apos ano a fórmula é a mesma: gastar fundos públicos numha cultura quem nom é cultura.
Da Gentalha do Pichel pensamos que as compostelanas e compostelanos deveríamos poder participar  de estas decissons desde as associaçons culturais e vizinhais, desde os colectivos que dinamizam a cidade… para poder participar de jeito activo achegando propostas que, sem dúvida enriqueceriam estas festas,  conseguindo de seguro que resultem mais interessantes.

A atual festa é imposta e impom-nos um tipo de lecer no que somos meras observadoras passivas da cultura alheia imperante.
Mentres as pessoas de Compostela, os colectivos, as associaçons, todas seguimos a contar com impedimentos para realizar os nossos eventos nas ruas ainda sendo autogeridos.

Reivindicamos entom, umhas festas mais integradoras e participativas. Uns festejos nos que o eixo principal seja a cultura galega, a música em galego, umhas festas nas que se promova os artistas da Galiza e particularmente da comarca de Compostela. Umhas festas nas que nom se nos imponha a cultura alheia e comercial que uniformiza e corresponde a um jeito de lecer que vira as costas à cultura própria.

Por umhas festas dignas, bem geridas. Por umhas festas em galego. Compostela 100% em galego!!!