III eclosom, o certame das músicas emergentes do pichel

8 de Janeiro de 2019

eclosom2019Umha nova ediçom do Eclosom, o certame das músicas emergentes que organizamos da Gentalha do Pichel, bota andar neste 2019. O objetivo principal polo que foi criado o concurso, ajudar e dar visibilidade a aquelas formaçons musicais com presença de mulheres e que cantam em galego, continua a estar vigente. É justo reconhecer que já som diversas as iniciativas que tenhem surgido nos últimos tempos para fazer ver que as mulheres estám presentes, e cada vez mais, num mundo tam masculinizado como é o da música. Aliás, percebe-se cada vez umha maior sensibilidade por parte das programadoras e os numerosos festivais organizados por associaçons culturais como a nossa, para incluir nos cartazes bandas galegas de ou com mulheres, minimizando o absoluto deseleixo que desde as instituiçons se mostra nom só no referente á igualdade de género mas também do galego. Porém, continuam a ser escasas as bandas de mulheres e mesmo insignificante a presença feminina nos cenários galegos. Queremos dar visibilidade a essas músicas que sabemos que existem, conhecer o seu trabalho e desfrutar do seu talento; que sirvam de referente a todas essas moças que vem o mundo da música como algo hegemonizado polos homens.

Sendo o galego umha língua que passa nestes tempos por um estado crítico, de perda contínua de falantes, é um facto que repercute também na outrora fértil cena musical galega. Observamos nos último tempos certo estancamento na apariçom de bandas do País e a falta de relevo geracional das já consolidadas, e olhamos com preocupaçom o predomínio das bandas foráneas em boa parte dos festivais. Vemos entom necessário impulsar na medida das nossas possibilidades as bandas que estám a dar o seus primeiros passos ou que se estám abrindo caminho.

Os Centros Sociais galegos temos demostrado a capacidade para programarmos música às margens dos circuítos da cultura dominante, mais interessada no lucro económico do que na difusom dum dos elementos mais relevantes da cultura atual. Da Gentalha achegamos o nosso graozinho de areia lançando este certame que já vai pola sua terceira ediçom.

Aliás, o nosso compromiso com a música galega nom fica apenas em factos pontuais como este certame anual ou a cessom do centro social para toda banda que deseje ter um espaço no que atuar. Também sentimos a necessidade de apoiar a música em galego com a construçom dum local de ensaio onde tenham cabida todos os estilos. Por isso o prémio para a banda ganhadora deste ano, além do conteúdo económico e a atuaçom na festa do dezassete, será o uso gratuito durante um ano do nosso futuro local de ensaio.

O certame:

O sistema elegido para a realizaçom do concurso será, como nas ediçons anteriores, o máis participativo possível.

Apartir da apresentaçom do concurso e da publicaçom das bases do mesmo abrira-se um período de tempo para que as formaçons acheguem o seu trabalho. Acabado este período de tempo seleccionaran-se aquelas formaçons que cumpram os requisitos do concurso e seram apresentadas nas nossas redes sociais. Começará entom um período de votaçom no que o público decidirá que bandas devem ser as que cheguem à final. A final será na Gentalha numha espécie de “gala” na que se baterám as bandas finalistas. Nesta gala haverá também umha votaçom popular para escolher a melhor banda e um júri que dará também o seu veredito.

Bases

I. O certame de bandas emergentes tem o objetivo de promover as novas bandas em galego e com presença feminina.

II. Será requerimento necessário para poder participar no concurso:

- cantar em galego

- contar com a presença de mulheres

- nom ter publicado nengum disco e ter polo menos 4 cançons de criaçom própria em galego

- as comunicaçons das bandas nas súas redes sociais tenhem de ser em galego

- nom ter chegado à final nas ediçons anteriores do certame

- as letras nom podem conter mensagens sexistas, homófobas, xenófobas, racistas ou qualquer outro tipo de discriminaçom.

III. Para inscrever-se os grupos devem mandar à gentalha@gentalha.org um mail com:

- arquivos de áudio de polo menos 2 dos seus temas

- umha pequena biografia do grupo e umha fotografia

- links às redes sociais e vídeos no caso de dispor delas

IV. O praço para apresentar-se ao certame acaba o 28 de Fevereiro de 2019 às 23h59.

V. As finalistas serám 3 bandas, todas elegidas através do voto popular nas redes sociais da Gentalha.

A banda ganhadora sairá de umha gala final que terá lugar em Abril de 2019 na Gentalha do Pichel e na que cada banda tocará um máximo de meia hora. Será seleccionada por um júri (que daremos a conhecer mais adiante) formado por músicas, pessoas de meios especializados e umha pessoa representante do Pichel, junto à decisom do público presente que também participará na eleiçom com o seu voto.

VI. A banda premiada dara-se a conhecer na gala final e o prémio consistirá em 300€, a atuaçom nos concertos da Festa do Dezassete em Compostela e o uso gratuito durante um ano do futuro local de ensaio do Pichel.

VII. A participaçom no concurso implica a aceitaçom das bases do mesmo.