MONOGRÁFICOS DO PICHEL: INVERNO 2020

15 de Janeiro de 2020

Dúvidas e inscriçons em cursos@gentalha.org

iMAGEN-276x300
FEVEREIRO

• Maneo maneado.

Sexta- feira 7 de 18.30 a 20h. Preço 22€.
Este dia o curso estará dirigido a pessoas já iniciadas no Maneo que quiserem ampliar o seu repertório de pontos e voltas. Nível Intermédio.

Sexta- feira 28 de 18.30 a 20h. Preço 22€.
Este dia o curso está dirixido a, de umha banda traballar determinados jeitos das informantes e por outra, a traballar recursos menos conhecidos do Maneo. Nível Avançado.

Ramón do Serrador – Bergantinham de origem, achega-se ao baile na procura de mais informaçom sobre as suas raizes familiares, já que cre na cultura local como forma de identificaçom e reconexom com o nosso e com nós mesmxs.

MARÇO

• Iniciaçom ao Samba no pé.
Segundas feiras de 21h a 22h. Preço 20€. Começo no dia 2.

Da mistura de ritmos africanos e europeus, o samba nasceu no Brasil e pode ser bailado de variados modos, dependendo da regiom e da situaçom. Aprenderemos no curso os passos básicos e algumas figuras do “samba no pé”, nome do estilo livre e improvisado de bailar o samba.

Márlio Barcelos – Brasileiro, professor de português, morador em Santiago de Compostela há mais de 5 anos e bailador desde criança.

• Percussom doméstica na provincia de Ourense
Curso dividido en 3 obradoiros que se podem realizar independentemente ou em bloque.
Preços:
1 Obradoiro/ 20€
2 Obradoiros/ 30€
3 Obradoiros/ 50€

1. “Um parece o cu do pote e outro o rabo da sartén” (Fumaces, Riós). Sábado 7 de 11h a 13h.
• caçola (tijola) e culheres
• jota, muinheira e agarrado (passo-doble)

2. Nom todo Aviom é Linhares. Sábado 14 de 11h a 13h.
• lata
• toques característicos de Rodeiro e Mangüeiro na jota e na muinheira

3. Mergullando-nos na Antela: A Limia – Alhariz. Sábado 21 de 11h a 13h.
• táboa de lavar a roupa e garrafa de anís
• jota, muinheira e valse

Xavi Castaña – Tivo o primeiro contacto com a pandeireta, o canto e o baile de mam de sua avoa em Fondodevila (Banhos de Molgas, Ourense).
Com 16 anos empezou a mover-se polo mundo dos fiadeiros e serans, fazendo recolhidas por Ourense (comarcas do Ribeiro e da Limia) e sur de Pontevedra, e aprendendo das senhoras de cada aldeia.
Foi professor de pandeireta e baile no centro sociocultural de Merí (Ourense)
Na actualidade dá aulas de pandeireta e pandeiro quadrado em Compostela.