Atividades semanais – Do 29 de Outubro ao 4 de Novembro

30 de Outubro de 2018
OUTUBRO 2018
31
quarta-feira

Projeçom do Cineclube

Ás 21.30

surviving-desire-hal-hartley

Sesom sobre Hal Hartley

The Only Living Boy in New York
(The Only Living Boy in New York, Hal Hartley / Everything but the Girl, EUA, 1991, 4′, VO)
From a Motel 6
(From a Motel 6, Hal Hartley / Yo La Tengo, EUA, 1994, 4′, VO

Sobrevivir ao desexo
(Surviving Desire, Hal Hartley, EUA, 1991, 53′, VOSG)

NOVEMBRO 2018
2
sexta-feira

Como funciona o sistema monetário

Às 19.30

PrivilexiosBancaComo funciona o sistema monetário?

Ao contrário do que moitas intuitivamente pensamos, os bancos nom prestam os aforros que outras pessoas depositam neles, se non que fan préstamos moi por riba das súas reservas creando dinheiro de facto cada vez que concedem um préstamo. Esta dinámica perversa que privilégia ao sector bancário é herdeira directa dumha práctica que apareceu entre os orfebres de hai vários séculos e que hoje em dia governa a meirande parte das moedas do mundo. Vem tomar conciência do precisso desenho dos nossos cartos e das consecuências directas que isto tem numha dinámica participativa, horizontal e guiada polos interesses das assistentes. A partires de conhezer como se cream os cartos e de que  maneira isto afecta a toda a economia, poderemos valorar alternativas a este sistema de relaçons humanas. Moedas sociais, bancos de tempo, sistemas de troco, sociedades sem dinheiro ou criptomoedas poden ser o tema de conversa se assi o desexades. Vemo-nos na Gentalha a próxima Sexta-feira dia 2 de Novembro às 19:30.

Nota informativa: Esta palestra é parte dum ciclo de palestras sobre este tema que se estam levando a cabo cada vez num centro social distinto. Foi feita já na Casa de Sar e na Casa do Matadoiro e espera realizar-se em numerosos centros socioculturais e asociaçons da cidade de Compostela.
NOVEMBRO 2018
4
domingo

Vivência com o mestre Valmir

Às 10.00

capoeria

Posicionamento da Comissom de História sobre os acontecimentos derivados da re-apertura do Pórtico da Glória

25 de Outubro de 2018

O anúncio feito polo cabido e a Fundaçom Catedral de Santiago da intençom de começar a cobrar pola visita ao recentemente restaurado Pórtico da Glória obriga-nos, como associaçom cultural compostelana, a manifestar a nossa contrariedade.

Poderíamos argumentar que a maior parte da multidom de bens que formam o imenso património histórico-artístico da igreja compostelana deveriam ser de domínio público, mas somos bem conscientes que essa legítima reivindicaçom dista muito de ter algumha oportunidade de se converter em realidade num futuro próximo. Porém, para além da questom da efetiva propriedade legal de tal ou qual bem, medidas como as anunciadas nom contribuem em nada para favorecer a identificaçom e afeto da vizinhança de Compostela a respeito destes bens patrimoniais.

A nossa cidade, ou melhor dito, as pessoas que vivemos nela sofremos os efeitos derivados da especial riqueza patrimonial que atesoura. Umha portagem que se traduz numha legislaçom urbanística específica e no impacto derivado da recepçom dumha imensa multidom de visitantes, umha portagem que causa notórias incomodidades a quem pretende viver na cidade e que raramente é compensada.

Nom se trata apenas de questionar a decisom de limitar e cobrar às visitas ao Pórtico, senom de refletir sobre como se está a perverter o próprio conceito de património. Como som as pessoas que a diário convivem com ele, as que supostamente som as possuidoras reais, nas últimas em que se pensa na hora de planificar o seu acesso e desfrute.

Por este motivo da Gentalha do Pichel consideramos que o mais justo seria aplicar umha medida de discriminaçom positiva com a vizinhança de Compostela excluindo-a do pagamento das visitas, entendendo isto como um incentivo para a identificaçom das pessoas que moramos nesta cidade com o seu património e como reconhecimento implícito dumha necessária compensaçom polas pejas que temos que suportar por viver num meio com um elevado impacto turístico.43666923_2204734713130251_5947452771975299072_n

jornada de trabalho de início de curso

13 de Outubro de 2018

A sexta 31 de setembro tivemos jornada de trabalho para pór a ponto o local neste início de curso que já começou. Lembrai fazer um o bom uso das instalaçons e deixar todo bem arrumadinho. Obrigadas!

Cursos 18/19 com vagas livres

3 de Outubro de 2018

Listagem de cursos nos que ainda te podes inscrever:

De manhá:

  • Iniciaçom à dança tradicional.
    • Quintas-feiras de 12h30 a 13h30. Começo 4 de Outubro. Preço 15€.
  • Dança tradicional para quem sabe um chisco
    • Quintas -feiras de 11h15 a 12h15. Começo 4 de Outubro. Preço 15€.

De tarde:

  • Gaita, Requinta e Percussom (Tamboril e bombo).
    • Aperfeiçoamento: Segundas-feiras, 18-19h. Começo 1 de Outubro. Preço 20€.
    • Iniciaçom:  Quintas-feiras de 17h a 18h30. Começo 4 de Outubro. Preço 20€.
  • Dança tradicional para quem sabe um chisco mais (Aperfeiçoamento)
    • Segundas-feiras de 22h a 23h. Começo 1 de outubro. Preço 15€
  • Dança tradicional para quem sabe um chisquinho (Intermédio I)
    • Terça-feiras de 19h a 20h. Começo 2 de outubro. Preço 15€
  • Canto e Pandeireta.
    • Avançado II: segundas-feiras de 21h a 22h. Começo 1 de outubro. Preço 16€
  • Teatro
    • Terças-feiras de 21h a 23h. Começo 2 de outubro. Preço por confirmar.
  • Guitarra.
    • Nível I: quintas-feiras de 18h a 19h. 
    • Nível II de 19h a 20h.  Começo 4 de outubro. Preço: 25€.
  • Acordeom diatónico e piano.
    • Quintas-feiras de 17h a 19h.  As aulas seram de 1 hora a escolher por cada aluna/o neste horário (ou de 17h a 18h, ou de 18h a 19h). Começo no 4 de outubro. Preço 22€.

Monográficos:

  • Arredor do Bombo
    • Segundas-feiras 19 e 26 de Novembro e 3, 10 e 17 de Dezembro, de  20h a 21h30. Preço total de 25€.
  • Francês básico para viajar.
    • Quintas-feiras de 19h30 a 20h30. Começo no 4 de Outubro. Duraçom de tres meses. Preço total: 30€.
  • Francês a través da música.
    • Quintas-feiras de 20h30 a 21h30. Começo no 4 de Outubro. Duraçom de tres meses. Preço total: 30€.

COMEÇAM EM NOVEMBRO:

  • Ioga apto para todos os níveis.
    • Quartas-feiras de 8h45 a 10h. Começo no 7 de Novembro. Preço 30€.
  • Obradoiro de desenho e modelado en barro
    • Terças-feiras de 20h a 21h30 e Quintas-feiras de 19h a 21h (3h30′ à semana). Começo no 6 de Novembro. Duraçom de 3 meses. Preço por mês: 32€
  • Fiandeiras
    • Sábado 10 de Novembro de 16h a 20h e domingo 11 de Novembro de 11h a 14h. Preço 60€ (materiais incluidos)
  • Fotografia I

    • Quintas-feiras de 12h a 13h ou de 17 a 18. Começo o 8 de Novembro. Preço 17 euros. Duraçom de 3 meses (Após estes 3 meses começará com o mesmo horário o curso de Fotografia II)

Umha nova série em galego internacional!

1 de Outubro de 2018

42500407_2189747674628955_113709658593558528_n

Por fim umha série que engancha desde o princípio. 15 temporadas! nem mais nem menos. Intriga, história, paixom, isoglossas e limpeza de rios. “Sai da rede” nom é mais um título, é umha pregária incontornável, umha ordem do professor dom Ricardo, umha jornada de limpeza do terraço. Quando todo parece estável, quando a tua vida está tranquila… é entom quando umha das peças da esfera que te circunda se desencaixa com um pequeno som chirriante. Violentamente desmorona-se à sombra, sais da caverna e começas a escrever com NH. Um guiom trepidante que transita do ativismo de “likes” e “change.org” às comissons presenciais e assembleias corpóreas. Nesta trama conhecerás personagens mais que reais, até podes tocar os corpos das protagonistas, abraçar os secundários e chorar com os seus fracassos. Serás capaz de sentir o suor do ativismo do reparto, acompanhar as heroínas colando cartazes pola zona velha e beijar-te com eles nas vitórias e nas palestras com público abundante. Era já hora de umha série assim, em 3D e HD, que te devolva à realidade a óstias. Activa-te na ante-estreia durante a semana do 1 ao 5 de outubro desde qualquer umha das suas plataformas.

42754283_2191016017835454_6906420824874418176_n

Estreamos série durante esta semana. Fai a tua escolha e actíva-te.

42878910_2192272534376469_2275699438376714240_n

XI limpeza simultánea de rios

30 de Setembro de 2018

A comissom de meio começa o curso com a XI Limpeza de rios polo Sarela em colaboraçom com a Semente e Adega. Mais de 50 kilos retirados das margens e do rio e para acabar celebramo-lo com verbena

CURSOS DO PICHEL 18/19. JÁ ESTAM AQUI!!!

13 de Setembro de 2018

CURSOS DO PICHEL 18/19

A associaçom cultural a Gentalha do Pichel é um projeto autogerido, que se sustenta a partir do trabalho, ativismo e achegas económicas das pessoas associadas. Os cursos, além de serem um espaço de convívio e aprendizagem, som umha ajuda económica para manter o centro social, por isto pedimos o teu compromisso à hora de fazer o pagamento no início de cada mês.

Sem matrícula. Depósito dumha mensalidade a maiores a começo do curso que será devolta no caso de avisar com um mês de antecedência da baixa do curso. O pessoal que fique até o fim do curso nom terá que pagar o último mês graças a este depósito.

Preço por mês. Desconto de 2€ no preço do curso para pessoas associadas, desempregadas (deve acreditar-se) ou que frequentem mais dum curso.

Mínimo de inscriçons para um curso começar: 3/4pessoas.

Com inscriçom prévia em gentalha@gentalha.org

Dúvidas e esclarecimentos em gentalha@gentalha.org ou no 698142936 (de 19h a 22h)

446531537_303104

CURSOS REGULARES

DE MANHÁ

  • Ioga apto para todos os níveis.

Quartas-feiras de 8h45 a 10h. Começo no 3 de Outubro. Preço 30€. Mínimo de participantes: 6.

 A proposta de ioga estará enfocada ao achegamento às posturas clássicas desde a calma, a suavidade e o alinhamento. Pararemo-nos a observar a importancia do espaço no corpo interno para depois chegar à definiçom e estiramento do corpo externo. Também estaremos na respiraçom, o cham pélvico e mais cousas que se iram incorporando devagar. Alberto Ferreiro será o encarregado de dirigir as aulas, o seu projeto “Aberto ao Ioga” está a partilhar prática em Padrom, Caldas de Reis, Bertamiráns e Compostela.

 

  •  Canto e Pandeireta.

- Intermédio. Segundas-feiras de 11h15 a 12h15. Começo no 1 outubro. Preço 16€

- Iniciaçom. Segundas-feiras de 12h30 a 13h30. Começo no 1 outubro. Preço 16€

As aulas de pandeireta e canto virám da mao de Carme Iglesias, integrante das Pandeireteiras Bouba, da Pontragha. As pessoas velhas da comarca, de quem aprendeu a música, estám presentes no seu modo de tocar e ensinar. De Tordoia portas para fora… Começa a rota da pandeireta!

 

  • Iniciaçom à dança tradicional. Número mínimo de participantes: 6 pessoas

Quintas-feiras de 12h30 a 13h30. Começo 4 de Outubro. Preço 15€. Número mínimo de participantes: 6 pessoas.

Estas aulas estám pensadas para todas aquelas pessoas que desejam participar com soltura nas festas e foliadas. Vamos a aproximar-nos ao básico da dança tradicional, botando umhas “bailas” ao som dos principais ritmos da música galega. A encarregada será Claudia Fidalgo, que começou a dançar de pequena nas escolas da sua terra, passou por agrupaçons da cidade, e segue formando-se a diário com as melhores mestras da Comarca.

 

  • Dança tradicional para quem sabe um chisco

Quintas -feiras de 11h15 a 12h15. Começo 4 de Outubro. Preço 15€. Número mínimo de participantes: 6 pessoas.

Se passaste por iniciaçom e queres continuar a aprender pontos para divertir-te nas foliadas este é o teu curso. Será com Fuensanta Nieto, vizinha de Compostela, que bailou em diferentes agrupaçons folclóricas da comarca. Também fijo algum trabalho de campo por diferentes lugares da Galiza para aprender, de primeira mao, as diferentes maneiras de bailar dos e das nossas velhas.

 

À TARDE

  • Dança tradicional para quem nom sabe nada (Iniciaçom)

Quartas-feiras de 20h a 21h.  Começo 3 de outubro. Preço 15€.

Ensinada por Chus Caramés, que há décadas que anda no baile galego. Começa de mui novinha na agrupaçom folclórica da sua terra natal e a dia de hoje continua aprendendo da man das nosas pessoas velhas e em festas e foliadas. Além de bailadora e pandeireteira, é a organizadora dum evento muito importante para a música tradicional do país, “os Encontros de Música Tradicional de Carvoeiro”.

 

  • Dança tradicional para quem sabe um chisquinho (Intermédio I)

Terça-feiras de 19h a 20h. Começo 2 de outubro. Preço 15€

Se já foste um aninho a dança e mais ou menos lembras o básico, este é o teu curso! Aqui afiançarás o aprendido e darás umha volta para continuares a desfrutar das festas e foliadas. Quem te ajudará é umha rapariga que sabe disso. Carme Campo aprendeu os primeiros pontos no Porrinho, aperfeiçoou-nos num grupo de Compostela e agora mantém-se aprendendo no dia a dia, em seráns e festivais de música tradicional.

 

  • Dança tradicional para quem sabe um chisco (Intermédio II)

Terça-feiras de 20h a 21h. Começo 2 de outubro. Preço 15€

Se tes dominados os movimentos mais básicos e queres afondar um chisco mais e de jeito mais rápido nos movementos da dança que adoitam sair nas festas e foliadas, e se tes vontade de aprender a complicá-los um pouco mais, prova neste curso! Quem te ajudará é umha rapariga que sabe disso. Carme Campo.

 

  • Dança tradicional para quem sabe um chisco mais (Aperfeiçoamento)

Segundas-feiras de 22h a 23h. Começo 1 de outubro. Preço 15€

Com Fuensanta Nieto aprenderemos alguns bailes de diferentes zonas para podermos continuar a participar ativamente em festas e foliadas, além de aperfeiçoar as técnicas do baile que já temos aprendidas doutros anos.

 

  •  Gaita, Requinta e Percussom (Tamboril e bombo). Iniciaçom e Aperfeiçoamento.

-          Aperfeiçoamento: Segundas-feiras, 18-19h. Começo 1 de Outubro. Preço 20€.

Este curso destinara-se ao aprendizagem dum repertório comum e arranjado para a interpretaçom em distintos formatos de agrupaçom.

-          Iniciaçom:  Quintas-feiras de 17h a 18h30. Começo 4 de Outubro. Preço 20€. Número mínimo de participantes: 6 pessoas.

Este curso centrara-se em adquirir as destrezas básicas do instrumento, desde quem nunca tocou até quem se tem iniciado e deseja retoma-lo. O professor será David Canto, gaiteiro iniciado na música tradicional na comarca da Marinha, para depois receber formaçom em gaita, percussom e requinta e flautas travessas em aCentral Folque e no Conservatório, do que possui o Grao Professional em Gaita Galega.  Integra o grupo “Do Fondo do Peto” e tem colaborado nos últimos discos de Os Cempés e Kepa Junquera.

 

  • Acordeom diatónico e piano.

Quintas-feiras de 17h a 19h.  As aulas seram de 1 hora a escolher por cada aluna/o neste horário (ou de 17h a 18h, ou de 18h a 19h). Começo no 4 de outubro. Preço 22€.

Neste curso explicaram-se diversos elementos de técnica interpretativa e daram-se exercícios  práticos  adaptados ao nível e evoluçom de cada aluno/a. O repertório impartido centrará-se, fundamentalmente, em peças tradicionais galegas, fazendo ênfase nas próprias do acordeom e do canto, ainda que também se incluiram peças tradicionais doutras partes do mundo. A falta de instrumento ou de conhecimento musical nom é um
impedimento para a assistência às aulas. O professor será Alberte NúñezMartínez quem se iniciou no mundo do acordeom da mao de Brais Maceiras depois de ter estudado piano no Conservatório Profissional de Música da Corunha. Assistiu a diversos encontros e cursinhos ofertados por grandes acordeonistas como Pedro Pascual, Cati Plana ou Xuan Nel Expósito. Toca nos grupos Sessión Vermú, Dúbida Duo e Os Viqueiras, e colaborou com Tiruleque ou os Tres Trebóns. Atualmente dá aulas de acordeom em diversas associaçons e intervêm em homenagens e concertos didáticos sobre o instrumento.

 

  • Canto e Pandeireta.

Avançado I: segundas-feiras de 19h45 a 20h45. Começo 1 de outubro. Preço 16€

Avançado II: segundas-feiras de 21h a 22h. Começo 1 de outubro. Preço 16€

As aulas de pandeireta e canto virám da mao de Carme Iglesias, integrante das Pandeireteiras Bouba, da Pontragha. As pessoas velhas da comarca, de quem aprendeu a música, estám presentes no seu modo de tocar e ensinar. Desde Tordoia portas para fora… Começa a rota da pandeireta!

 

  •  Guitarra.

Nível I: quintas-feiras de 18h a 19h.  Nível II de 19h a 20h.  Começo 4 de outubro. Preço: 25€.

Som ideais quer para gente que começa do zero, quer para quem já tem um nível intermédio. Nelas, trabalharam-se harmonia e técnica de forma conjunta, a un nível mui básico. A ideia é fazer aulas engraçadas onde a criatividade e a improvisaçom tenham um papel importante. Tocaram-se temas de diversos estilos (blues, rock, country, reggae, funk). O professor será Benjamín Vázquez, professor em educaçom musical e atual guitarrista de The Lákazans.

 

  • Teatro

Terças-feiras de 21h a 23h. Começo 2 de outubro. Preço por confirmar. Mínimo 12 pessoas.

Neste obradoiro pretendemos investigar, através dos vários níveis de expressom que oferece o Teatro, o interior e o arredor de cada pessoa que conforme o grupo, assim como a interacçom do mesmo grupo, concluindo com umha representaçom cénica.
Trabalharemos basicamente cinco vertentes: a expressom (oral e corporal), a imaginaçom e a criatividade, a comunicaçom, o autoconhecimento e a abordagem cultural. Salientar o carácter lúdico e de dinamizaçom social que implica a prática teatral.
Zé Paredes, o professor, é ator e diretor de cena dedica-se à atividade profissional do teatro desde o ano 1996. Iniciou a sua formaçom no Porto, no Ballet-Teatro Escola Profissional. Em 2001 estabelece a sua relaçom com o teatro galego, através dumha coproduçom entre o Teatro do Noroeste, a Companhia de Teatro de Braga e o Centro Dramático Galego. Vive na Galiza desde 2002, tendo sido coordenador da Aula de Teatro da Universidade da Corunha e junto com Mónica Camaño cria o projeto Teatro Nu.

 

MONOGRÁFICOS a partir de Outubro

  • Iniciaçom à língua e cultura portuguesas e lusofonia

Terças-feiras de 19h30 a 20h30. Começo no 2 de Outubro. Duraçom de 3 meses. Preço total: 60€

Vamos aproximar-nos da língua portuguesa e perceber como ser galego é um passaporte de entrada neste universo. Ao mesmo tempo vamos conhecer um pouco mais sobre a cultura do país vizinho para além dos tópicos – tentaremos não falar de bacalhau nem de toalhas – mas também doutros países nos que se fala português.  Joana Martins, portuguesa da Cova da Beira, é engenheira do ambiente de profissão e professora de português por vocação. Inicia o percurso nas aulas de português desde que vem para Compostela, no ano 2013. Já organizou cursos de iniciação para grupos e trabalha habitualmente com aulas de conversação individuais.

 

  • Obradoiro de desenho e modelado en barro

Terças-feiras de 20h a 21h30 e Quintas-feiras de 19h a 21h (3h30′ à semana). Começo no 2 de Outubro. Duraçom de 3 meses. Preço por mês: 32€

Modalidades Desenho: realizaçom dum quaderno de desenho onde se realizaram exercícios rápidos de iniciaçom para a posterior realizaçom dumha obra a maior escala mais elaborada.

Modalidade Modelado: realizaçom dum projeto de modelado em barro em pequeno formato desde os bosquexos, passando polo modelado até o vaziado e positivado da obra definitiva. O curso será impartido por Maria Rivero, artesana e artista afincada em Compostela desde há seis anos interessada pola docência como proceso de desenvolvemento artístico e como umha necessidade pessoal para qualquer pessoa que tenha a inquietude de aprender umha nova lenguagem.

 

  • Francês básico para viajar.

Quintas-feiras de 19h30 a 20h30. Começo no 4 de Outubro. Duraçom de tres meses. Preço total: 30€.

Curso de iniciaçom ao francês com conceptos básicos para comunicar-se em língua francesa. O curso adaptará-se à evoluçom e interesses do grupo sem perder o objetivo prático de poder manter umha conversa direta e singela.

 

  • Francês a través da música.

Quintas-feiras de 20h30 a 21h30. Começo no 4 de Outubro. Duraçom de tres meses. Preço total: 30€.

Curso intermédio no que se pretende conversar e percorrer a língua a través das cançons e da música do mundo francófono. Os interesses e gostos musicais seram escuitados e bem-vindos ao grupo.

Ambos cursos viram da mam de Maritxinha, minhense afincada em Compostela que estivo a viver durante anos em Bruxelas, e que compagina as aulas de francês com a música em diferentes grupos como baixista.

 

  • Fotografia I

Quintas-feiras de 12h a 13h ou de 17 a 18h. Começo o 4 de Outubro. Preço 17 euros. Duraçom de 3 meses (Após estes 3 meses começará com o mesmo horário o curso de Fotografia II). Número mínimo de participantes: 5 pessoas.

No curso fará-se um percorrido inicial ao manexo da cámara e aos conceptos básicos da fotografia, para ir avançando a um aperfeiçoamento técnico e ao desenvolvemento dumha olhada própria e criativa. Num curso que abrangue desde as explicaçons à revisom dos trabalhos e a conhecer figuras chave da fotografia. O professor será Xabier Gallardo, fotógrafo formado na Axencia de Reporteiros Gráficos da República Arxentina (aRGra). Trabalhou como fotojornalista para a Axencia EFE, diario Clarín, entre outros, além de publicar en médios internacionais como The Guardian, CNN, EPA, El País, etc.

 

MONOGRÁFICOS em Novembro

  • Malambo 

Sábados 3, 10, 17 e 24 de Novembro, de 11h a 12h30. Preço total: 50€. Máximo 20 pessoas.

O malambo é umha especialidade pertencente às Danzas Folklóricas Arxentinas e é um jeito de baile individual. Neste monográfico aprenderemos um  jeito  diferente  de  entendê-lo movimento, atendendo a todas as possibilidades expresivas que tem o trem inferior do corpo, desde a cintura até os pés, sendo estes os grandes protagonistas do obradoiro. Nom há limite de idade nem diferenciación de sexos, pois todos e todas fazemos tudo! O prefessor será Oscar Cobos,  licenciado em Folklore Arxentino coa especialidade en Tango pola Universidade Nacional das Artes (Bos Aires-Argentina). Professor de Dança Galega para a Secretaria Geral de Emigraçom desde o ano 1996. Aluno Ajudante na Cátedra Victor Giusto de Zapateo Folklórico Argentino (Malambo Nortenho e Sureño) nos niveis 0, I, II, III e IV durante nos cursos 2015, 2016 e 2017.

  • Fiandeiras

Sábado 10 de Novembro de 16h a 20h e domingo 11 de Novembro de 11h a 14h. Preço 60€ (materiais incluidos).

Curso de iniciaçom ao fiado da lá de ovelha no que cada participante aprenderá a fazer fio de lá de ovelha com as suas próprias mans e ajuda dum fuso. Facilitará-se todo o material, ferramentas (cardas, fusos…) e materia prima (lá de ovelha). Fará-se umha pequena introduçom teórica de todo o proceso artesá textil, também cada participante preparará sua lá para o fiado (20g de lá de ovelhas galegas) e logo com o fuso aprenderam a fiar, celebrando-se assi un pequeno filandom, fiadeiro.  Velaivén é um projecto de vida, um fío.. de contos e histórias que se transmitem neste rodar do tempo, de abrigar o tempo co nosso trabalho. É a creaçom de fio para ser tecido, fios e histórias, fios do pensamento. Velaivén é a creaçom de espaços para que se possibilitem estes momentos de reuniom, filandom, fiadeiros, encontros para criar, debater e gozar da escoita de histórias, das nossas vidas, inquedanças, aprendizagens, experiências, como também de mitos, contos e da História mesma.

 

MONOGRÁFICOS em Novembro e Dezembro

  • Arredor do Bombo

Segundas-feiras 19 e 26 de Novembro e 3, 10 e 17 de Dezembro, de  20h a 21h30. Preço total de 25€.

Este monográfico pretende dotar aos e às  asistentes dumha visom deste instrumento na música tradicional galega, assi como vocabulário e recursos para introducir-se nos diferentes ritmos básicos da nossa música. O monográfico será levado a cabo por José Antonio Vázquez Martínez, o qual começou a sua andaina na música tradicional da mam de Eduardo Méndez Baamonde (Dubi) e Lola Fernández Parada na Escola Municipal de Música da Corunha. Depois dum percorrido por grupos como o quarteto Os Fonte Suairas, ou o grupo de música de Xacarandaina, na actualidade ademais de dar aulas de gaita e percusom tradicional na A.F. Os Santiaguiños de Boimorto, forma parte dos grupos Os Viqueiras, assi como o grupo Tiruleque.

Desde a organizaçom achegaremos algúm bombo mas é convinte conseguir o instrumento para vir ao curso.

10 de Setembro de 2018

Aderimos e chamamos a participar do ato de amanhá em Vigo organizado pola Plataforma Galiza com Catalunha da que formamos partegzcat_cartaz2018 diada

Conversas no terraço

10 de Setembro de 2018

IMG-20180905-WA0013

A Gentalha soma-se às alegaçons da declaraçom BIC do baile tradicional

23 de Julho de 2018

37715278_2138316683105388_7881180287109955584_n

O baile e a música tradicional som tesouros do nosso PCI transmitidos de geraçom em geraçom, onde cada umha foi mantendo o que considerava válido, descartando o que nom lhe servia e achegando aquelo que botava em falta. Assi foi ate a atualidade, amosando como o baile é parte da nossa cultura viva.

Parabenizamo-nos porque ha umha iniciativa que pretende declarar BIC o baile tradicional mas consideramos que o texto original esquece a parte fundamental do baile e que para nós o fai vivo, atual e garante o seu futuro como umha parte viva da nossa cultura: a sua espontaneidade. Desde a nossa opinom, o texto relega-o á escenificaçom e á reproduçom dumha foto fija e sesgada do passado.

Aliás no texto perpetuam-se os estereotipos sexistas que desde a Gentalha levamos tempo tentando desfazer. Defendemos que para que o baile tradicional siga vivo nom é necesário que um género prevaleza sobre o outro, e é a própria UNESCO quem determina que um bem patrimonial nom poderá ser declarado como tal se nom garante a igualdade entre as pessoas.

Por estes e mais motivos, somamo-nos às alegaçons que se estam a apresentar pois cremos que um bem colectivo deve salvagardar-se coletivamente, e é por isso que vos animamos a apresentar todas aquelas alegaçons que, consideredes, construam arredor do baile como elemento vivo, espontáneo, igualitario e de todas nós.

O praço remata nesta quinta feira 26 ás 14h. Se tedes interesse, podedes contactar-nos por privado e explicaremos-vos as nossas alegaçons