Atividades semanais – do 5 ao 11 de Março

5 de Março de 2018
MARÇO 2018
7
quarta-feira

Projecçom do Cineclube

Ás 21:30

born-in-flames-lizzie-borden-300x214Nacidas nas chamas
(Born in flames, Lizzie Borden, EUA, 1983, 80′, VOSG)
Sessom especial previa á greve feminista

MARÇO 2018
8
quinta-feira

Greve feminista “Se as mulheres da Gentalha paramos, a Gentalha Para!”

Todo o dia

mulheres-faiza-8m-recortada-e-mais-luz

Da Gentalha sumamo-nos à greve feminista do 8 março e encorajamos a todas as mulheres a participar da jornada da maneira que puderem. Por tanto esse dia o centro social será um espaço disponível para a reflexom e o activismo em chave de género mas o espaço de bar estará fechado para apoiar a greve de consumo. O trabalhador da Gentalha nom fará greve mas o seu trabalho estará focado esse dia à tarefas de mantemento do espaço e ajuda no mesmo na gestom do jantar e no ponto de coidados da mani da tarde.
Esse dia nom haverá cursos ministrados por mulheres no C. S.
Ao meiodia, às 14:00, para que as mulheres sócias poidam dedicar-se a jornada de greve , sócios homes da Gentalha ocuparam-se da gestom do jantar. Para prever necessidades as mulheres associadas que queiram participar do jantar devem enviar um mail ao correio da Gentalha: gentalha@gentalha.org até a terça feira 6 às 21.00.
Igualmente para que as mulheres poidam assistir às mobilizaçons de tarde facilitando a greve de coidados, no Pichel disponibilizará-se um ponto de coidados gerido por sócios de 19:30 à 21.30 para quem o precisar.
Amanhá assistiremos a mani de Vigo com faixa própria.
Há alguns meses em que no colectivo percebeu-se a necessidade de que a reflexom de género passasse a ocupar um espaço mais fulcral. Assi surdiu o observatório de igualdade que se reúne periodicamente sendo um espaço de reflexom, intercâmbio de ideias, deteçom de necessidades e formaçom feminista que esperamos consiga ser um espaço transformador para o colectivo e o centro social.

 

 

MARÇO 2018
9
sexta-feira

Revoluçom dançada (Festa para despedir a exposiçom “Mulheres Galegas Ilustradas”)

Ás 22:00

revDesde o 8F até o 9 de março pode-se ver no Pichel ilustraçons de mulheres galegas músicas que as visiliza e cria aind amais debate sobre se existe tanto número de mulheres músicas por que a quota dos festivais segue a estar tan masculinizada.
No 9 de março faremos a clausura com festa na que haverá um bingo feminista e concerto das Habelas Hainas e da DJ Ferromona.
Aguardamo-vos!

Se as mulheres da Gentalha paramos a Gentalha para!

3 de Março de 2018

Da Gentalha sumamo-nos à greve feminista do 8 março e encorajamos a todas as mulheres a participar da jornada da maneira que puderem. Por tanto esse dia o centro social será um espaço disponível para a reflexom e o activismo em chave de género mas o espaço de bar estará fechado para apoiar a greve de consumo. O trabalhador da Gentalha nom fará greve mas o seu trabalho estará focado esse dia à tarefas de mantemento do espaço e ajuda no mesmo na gestom do jantar e no ponto de coidados da mani da tarde.
Esse dia nom haverá cursos ministrados por mulheres no C. S.
Ao meiodia, às 14:00, para que as mulheres sócias poidam dedicar-se a jornada de greve , sócios homes da Gentalha ocuparam-se da gestom do jantar. Para prever necessidades as mulheres associadas que queiram participar do jantar devem enviar um mail ao correio da Gentalha: gentalha@gentalha.org até a terça feira 6 às 21.00.
Igualmente para que as mulheres poidam assistir às mobilizaçons de tarde facilitando a greve de coidados, no Pichel disponibilizará-se um ponto de coidados gerido por sócios de 19:30 à 21.30 para quem o precisar.
Amanhá assistiremos a mani de Vigo com faixa própria.
mulheres faiza 8m recortada e mais luz
Há alguns meses em que no colectivo percebeu-se a necessidade de que a reflexom de género passasse a ocupar um espaço mais fulcral. Assi surdiu o observatório de igualdade que se reúne periodicamente sendo um espaço de reflexom, intercâmbio de ideias, deteçom de necessidades e formaçom feminista que esperamos consiga ser um espaço transformador para o colectivo e o centro social.

II Eclosom. Bandas participantes e votaçom popular

2 de Março de 2018

Temos o prazer de apresentar-vos os seis grupos que participam do II Eclosom, o certame das músicas emergentes do Pichel. A partir de já fica aberto o período de votaçom, que se estenderá até o 31 de Março às 23.59.

Poderedes votar um máximo de dous grupos, e será preciso possuir umha conta de gmail  para poder acceder ao formulário.

Os três grupos que obtenham mais votos passaram à gala final.

A gala final terá lugar o 28 de Abril, no nosso centro social, e o grupo ganhador levará um premio de 300€ mais a atuaçom na festa do dezassete que este ano se fai o 12.

Os grupos:

  • Nuada (ver)
  • Raiceira (ver)
  • Rameras (ver)
  • Verbena velutina (ver)
  • As casas mortas (ver)
  • Tralo-valo (ver)
  • Elyntra (ver)

Neste bandcamp podedes escuitar os dous temas que apresentou cada grupo

E por fim, o formulário de votaçom:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdOMompCjKMYg78VxYjsO7BBWNQU7dGYd87T-5yq5-mHFvZkw/viewform?usp=sf_link

Perante o traslado da EDAR ao Souto

28 de Fevereiro de 2018

A Comissom de Meio da Gentalha do Pichel quer expressar a sua preocupaçom perante o atual estado de incerteza no processo de construçom dumha EDAR capacitada para sanear o volume de águas residuais produzidas pola vizinhança compostelá e vertidas ao rio Sar. É umha realidade amplamente constatada que a estaçom em uso nom é apta para responder às necessidades atuais supondo a contaminaçom do rio com todo o impato ambiental que isso leva associado.

Conscientes de estarmos ante um processo complexo, imerso em múltiplos trámites administrativos, avaliaçons ambientais, fundos europeus, pressons de distinta índole e como nom, também práticas oportunistas da política institucional, mostramo-nos perplexas ante a falta de transparência e a confusom com que está a ser tratado um problema de primeira ordem no que achamos a vizinhança devera estar bem informada.  Nomeadamente quando se dam situaçons críticas como a que se está a viver com a proposta de mudança de localizaçom atual (no lugar da Silvouta) para o do Souto, a escassos metros do termo municipal de Ames, um enclave natural com massa boscosa que inclui umha zona de especial proteçom arqueológica (Jazigo de Miras) que seria gravemente danificada de construir-se lá a estaçom. Porém, esta proposta nom é nova; seria tramitada já em 2011 quando o ex-alcaide Conde Roa e, na altura Conselheiro de Meio Ambiente, Agustín Hernández, propunham o Souto como novo espaço para construir a EDAR alegando um impato inferior ao da localizaçom atual e assegurando que poderia estar construída em 2015.

7 anos depois, continuamos desinformadas e consequentemente incapacitadas para dar resposta a qualquer tentativa de relocalizaçom que suponha um impato ambiental como o que a própria vizinhança de Ames, coletivos ecologistas e a Plataforma pola recuperaçom do Sar estám a denunciar nas últimas semanas.

Da Comissom de Meio julgamos imprescindível que questons que afetam ao mais importante dos recursos naturais como é a água, nom estejam condicionadas por interesses económicos de empresas privadas e os seus representantes na esfera política.

Por todo isto, lamentamos as consequências do défice democrático das instituiçons onde sem informaçom nem participaçom da vizinhança se tenhem tomado decisons que afetam de forma direta ao nosso meio e condiçons de vida e da irresponsabilidade de quem promoveu e permitiu que um entorno paisagístico com valor natural, histórico e cultural como o do Souto esteja seriamente ameaçado.

Comissom de Meio da Gentalha do Pichel.

Fevereiro de 2018

Festa de clausura da expo “Músicas Galegas Ilustradas”

27 de Fevereiro de 2018

Desde o 8F até o 9 de março pode-se ver no Pichel ilustraçons de mulheres galegas músicas que as visiliza e cria aind amais debate sobre se existe tanto número de mulheres músicas por que a quota dos festivais segue a estar tan masculinizada.
no 9 de março faremos a clausura com festa na que haverá um bingo feminista e concerto das Habelas Hainas e da DJ Ferromona.
Aguardamo-vos!28576818_2048025255467865_2164489770599980978_n

Atividades semanais – do 26 de Fevereiro ao 4 de Março

26 de Fevereiro de 2018
FEVEREIRO 2018
28
quarta-feira

Projecçom do Cineclube

Ás 21:30

iwasaEu fun unha asasina en serie adolescente
(I Was a Teenage Serial Killer, Sarah Jacobson, EUA, 1993, 27′, VOSG)
Fode en min
(Baise-moi, Virginie Despentes / Coralie Trinh Thi, Francia, 2000, 72′, VOSG)

MARÇO 2018
2
sexta-feira

“Sabela quer ser música”: Contos arredor da exposiçom “Músicas Galegas Ilustradas”

Ás 18:30

sabela

Nesta sexta feria 2 de Março de 18h30 a 19h30 em colaboraçom com a Escola Semente, Laura Romero (ilustradora da exposiçom Música Galegas Ilustradas”) fará umha contada para nenas e nenos de entre 3 a 7 anos.

Preço 3€ por família.

AFORO MÁXIMO DE 25 CRIANÇAS

 

MARÇO 2018
2
sexta-feira

Apresentaçom do I congresso de Decrescimento

Ás 20:30

rededeA Gentalha do Pichel, sexta-feira día 2 de Marzo, ás 20,30 co participación de:

Xoán Doldán. Profesor Titular de Economía Aplicada na Universidade de Santiago de Compostela (USC) e Vicepresidente de Véspera de Nada

Miguel Anxo Abraira. Autónomo na transformación de produtos agrarios, Político e activista social.

Iolanda Teixeiro. Autónoma profesora de Tai Chi, licenciada en educación, política e activista social.

Xabier Vázquez. Biólogo ambiental, consultor ambiental e activista social no eido ecolóxico.

DOCUMENTOS DO CONGRESO
Regulamento.
Introdución: Por que o Decrecemento? E por que no Eo-Navia, Galiza e O Bierzo?
Organización e autoxestión.
Sociedade, valores e eco-feminismo.
Medio ambiente.
Saúde.
Enerxía e transporte en Galiza: razóns para o decrecemento.
Educación.
Alimentación, consumo e economía de proximidade.
Medios de comunicación e cultura.

MARÇO 2018
3
sábado

Visita à exposiçom “In Tempore Sueborum. El tiempo de los Suevos en la Gallaecia – 411-585″

correoga

Junto à gente d’ A Galleira Ourense​ teremos uma visita guiada oficial à exposiçom, um jantar e logo uma tertúlia para comentar o visto e escutado.

Inscriçons em gentalha@gentalha.org (nome, telefone, número de pessoas, possibilidade de partilhar carro e qualquer peculiaridade para o jantar (alergias, intolerâncias, dietas…) VAGAS LIMITADAS.

A exposiçom, organizada pola Deputaçom de Ourense, é uma boa oportunidade, desaproveitada nalguns aspetos, de conhecer e ver vestígios do Reino Suevo da Galécia e do seu tempo.

“Sabela quer ser música”: Contos arredor da exposiçom “Músicas Galegas Ilustradas”

26 de Fevereiro de 2018

musicasNesta sexta feria 2 de Março de 18h30 a 19h30 em colaboraçom com a Escola Semente, Laura Romero (ilustradora da exposiçom Música Galegas Ilustradas”) fará umha contada para nenas e nenos de entre 3 a 7 anos.

Preço 3€ por família.

AFORO MÁXIMO DE 25 CRIANÇAS
Reservas em info@sementecompostela.com

Solidariedade com Carlos Santiago

22 de Fevereiro de 2018

carlosS

O Apóstolo como artefacto da reaçom. Dilúvia sobre molhado.
Nom é complicado verificar como a religiom católica continua a ser um eficaz ariete da reaçom local contra todo o que levante a cabeça. E si, sabemos que nom é nada particular que a cúria tenha muito claro o seu bando; é umha simbiose milenar. O caso é que na velha Compostela ésta sanguenta colaboraçom cobrou umha específica intensidade que durante toda a história aplacou qualquer aspiraçom de progreso.
Neste eterno retorno ha sobresaltos que podem servir para sorprender-nos momentaneamente ou para percatar-nos de que o cerco à liberdade de expressom e às mais modestas liberdades democráticas é cada vez mais estreito e devem de umha sucessom de acontecimentos enlazados. Nom som manifestaçons pontuais da luita eleitoral municipal onde a parte azul dos esquemáticos resultados tenta agredir à parte vermelha empregando o rebanho crente. Nom é isso, ojalá fosse isso, mas o que esta sofrendo o amigo Carlos forma parte e é resultado de um caminho regresivo que ha tempo vai devagarinho reducindo o redil por onde o contrapoder transita. A Gentalha leva 15 anos bregando nesta cidade e esse percurso permite-nos observar de longe o constante recorte da auto-denominada democracia.
Já no 2006 o governo municipal aplicou umha verdadeira campanha silenciadora da nossa festa do 17: arrancarom faixas e cartazes, prohibirom praças, cortarom a luz e multarom activistas por colar cartazes amparados nessas eufemísticas leis de “madiambiente” urbano. Tais ferramentas represivas ainda vigentes de luva branca e apariência ecológica servem, por ejemplo, para multar ao irmao centro social corunhes Gomes Gaioso com 400€ neste mesmo ano.
Em 2011 a Gentalha do Pichel foi sancionada pola cámara municipal com umha multa de 1500€ por colocar um cartaz na cacharela de sam Joám que dizia “Na Galiza só em galego” em base a umha normativa aínda vigente que obriga a comunicar o contido das mensagens que coloques nas cacharelas.
Em 2012, companheiras da comissom de língua forom sancionadas pola Guardia Civil com 3.000€ (sí, tresmil euros) por mudar um N por um M num sinal indicador.
E assim fomos chegando a um entruido de 2018 onde nem o carnaval pode fazer escárnio do poder. Isto nom sai da nada, figerom falta muitos desalojos de lugares ocupados, muita violência contra as companheiras do Escárnio, muitos julgamentos contra quem tencionava reactivar a Sala Yago, muitas normativas represivas, muitas multas administrativas em situaçom de indefensom, muitas identificaçons a companheiras que portavam um rolo de fita e uns cartazes de papel. As faculdades cada vez mais inócuas, as praças cada vez mais repletas de terraças, as ruas cada vez mais inóspitas e o pior de todo: umha parte de nós, umha parte do sentir colectivo dos movimentos populares foi interiorizando que isto é assim e que vai ir a pior. Vamos, pedra a pedra, aprendendo e até justificando ésta atroz travesia até as redes sociais; verdadeiros vertedoiros da nossa rebeldia. E nem isso, por que é ahi, nesse mundo virtual que eles mesmo criarom, onde a liberdade de expressom é mais controlável.
É por todo isto que na Gentalha nom podemos calar; porque sabemos o que se sinte, porque Carlos foi um amigo do nosso colectivo desde o princípio, desde aquela Burla Negra (em que Carlos Santiago participou) que ocupou nos princípios do nosso centro social um local no primeiro andar. Nom podemos calar porque o próprio personagem do apóstolo veu blasfemar no nosso décimo aniversário e rimos com ele.
Na Gentalha todas somos Carlos porque todas fomos Carlos Santiago durante muito tempo.

Atividades semanais – do 19 ao 25 de Fevereiro

20 de Fevereiro de 2018
FEVEREIRO 2018
21
quarta-feira

Projecçom do Cineclube

Ás 21:30

indiA gran cidade
(মহানগর [Mahānagar], Satyajit Ray, India, 1963, 136′, VOSG)

FEVEREIRO 2018
22
quinta-feira

Cheykh Fayé apresenta o seu livro “Ser modou modou”

Ás 20:30

modouEsta quinta-feira 22, Cheykh Fayé apresentará o seu livro “Ser modou modou” no nosso centro social acompanhado por Xesús Pinheiro (Sermos Galiza).
Mais info: https://senegaliza.wordpress.com/

 

FEVEREIRO 2018
23 – 24
sexta-feira e sábado

Mercado Prestogal

Ás 11:00

prestogla

Tes roupa e complementos para crianzas de ata 6 anos que xa non utilizas, pero que podería servir a outras nenas e nenos?

Pois colabora con nós no mercado Prestogal, unha actividade de consumo colaborativo que estamos a organizar no barrio. Só tes que meter nunha caixa as prendas e complementos para crianzas de ata 6 anos e achegala á Gentalha Do Pichel o próximo 23 de febreiro en horario de 11:00 a 13:00 ou de 16:00 a 21:00.

Agradeceremos que antes nos envíes un correo electrónico a fafa.rodriguez@gmail.com coa relación de complementos, prendas e tallas, que nos permita facer seguimento, levar un control e estimar a cantidade de recursos que recibiremos.

O día 24 abriremos as portas para que familias en situación de vulnerabilidade podan achegarse, buscar e coller o que necesiten.

Por un barrio sostible, participativo

Atividades semanais – do 12 ao 18 de Fevereiro

14 de Fevereiro de 2018
FEVEREIRO 2018
14
quarta-feira

Projecçom do Cineclube

Ás 21:30

demoA bruxa diaño
(鬼婆 [Onibaba], Kaneto Shindo, Xapón, 1964, 103′, VOSG)

FEVEREIRO 2018
16
sexta-feira

Apresentaçom da XII Marcha às cadeias

Ás 20:30

marcha_cadeias

 

FEVEREIRO 2018
17
sábado

“República catalana” Palestra e ceia

Ás 19:00

 

 

 

 

brigaBRIGA e Ceivar apresentamos mais outra atividade conjunta, neste caso trazemos a República Catalana a debate onde abordaremos o momento atual desde a óptica do republicanismo anticapitalista, a auto-organizaçom juvenil e a resposta antirepresiva.

Na tentativa do feche reacionário da crise que afronta o régime do 78 e o “155” imposto sobre a nossa mentalidade coletiva no tocante ao processo independentista catalám abrimos umha fenda para ofertar umha jornada formativa e de debate, atravessada polo internacionalismo e a solidariedade entre povos.

Ponhentes:
- Mireia Vehí: Socióloga catalana e ex-deputada polas CUP-CC.
- Fernan Ocata: Porta-voz de Alerta Solidaria.
- Desde o plano juvenil contaremos cumha militante de ARRAN.

Após o debate que terá lugar o sábado 17 de fevereiro às 19:00h na Gentalha do Pichel teremos umha ceia-convívio cumha ementa galego-catalana (com opçom vegana) e mais umha tombola solidaria.

FEVEREIRO 2018
17
sábado

IX Jornada da Liga Gallaecia

Ás 11:00

cartaz_9J_17-18

Este sábado acolheremos a IX jornada da Liga Gallaecia no campo de futebol Paz Nogueira. E depois, terceiro tempo na Gentalha do Pichel.
Esperamos-vos siareir@s!