HOJE MAIS QUE NUNCA, PROTEJAMOS OS PROJETOS AUTOGERIDOS

30 de Maio de 2020

A Gentalha é a casa de muitas militantes, ativistas e luitadoras que cada dia trabalhades para construír um mundo melhor.

É a casa também das que sentides conforto num espaço no que só se fala em galego, das que lhe tomades umha após os cursos, das que anotades na agenda as sexta de foliada, das que nunca falhades na saída anual a apanhar cogumelos, das Cineclubeiras, das Sementinhas, das Suevas, das fãs das grelhadas no terraço e um longo et cetera.

Por isso se nos figérom muito longos estes quase três meses com as portas desta grande casa fechadas e ainda hoje sentimos a impotência da contradiçom entre a imensa vontade de abrir e a necessidade de nos proteger coletivamente perante umha ameaça biológica que tristemente nos tocou bem de perto.

Após debatermos e trabalhar intensamente num plano de desconfinamento que compatibilize a urgente necessidade de reativar espaços de contrapoder com a imprescindível autoproteçom, o Conselho Geral da Gentalha decidimos abrir o Centro Social para que os grupos musicais residentes do local de ensaio e aqueles coletivos que o desejem podam fazer uso do espaço com as máximas garantias de segurança sanitária.

Assim, a partir da vindoura segunda-feira 1 de junho, começamos a abrir as nossas portas paseninho e com a cautela de sabermos que estamos ante um processo de desconfinamento que, orquestrado polo Estado espanhol, parece responder mais às próprias necessidades do Capitalismo que a critérios científicos.

Por todo isto, dotamo-nos dum protocolo com umha série de medidas de segurança que todas as usuárias devemos cumprir.

De quererdes usar o espaço, devedes ter em conta as seguintes condiçons prévias:
- Reservar com umha antelaçom mínima de 48h escrevendo a gentalha@gentalha.org para podermos ter todo pronto nas máximas garantias de higiene.
- Formar grupos de menos de 15 pessoas
- Só estará disponível o terraço e o salom de atos.

As medidas concretas de segurança sanitária serám-vos achegadas quando figerdes a reserva.

Aliás, lamentamos comunicar que os cursos de dança, gaita, canto e pandeireta nom poderám ser retomados no local porque os requirimentos de uso de máscara e a inseguridade de realizar atividades físicas em espaços fechados, impossibilita-o.

Porque nunca estivemos tam convencidas de que só o povo salva ao povo: açom e responsabilidade coletiva e longa vida aos centros sociais!

100558526_2635129863424065_3874030745458573312_n