Palestra as luitas estudantis no século XXI

20 de Abril de 2022

Continuamos com as atividades arredor da exposiçom dos XX anos dos protestos da LOU.

Dos protestos contra a LOU em 2001 até hoje várias vagas mobilizadoras no movimento estudiantil tomarom as ruas de Compostela, como podem ser os protestos contra o Processo de Bolonha ou o Decreto 3+2. A partir da expência destas luitas, reflexionaremos sobre a evoluçom do estudantado na nossa cidade e as súas formas de organizar-se.

Com a participaçom de Antia Balseiro, Iago Barros e Jose Emílio Vicente

Sexta-feira 22, 19h00.

IMG-20220411-WA0001

.

 

foliada aberta no pichel

5 de Abril de 2022

Neste próximo dia 8, como cada segunda sexta-feira de cada mês, temos foliada no nosso centro social.

Desde as 21h00

277759568_3165911570345889_3009852117966657302_n

fim de semana de concertos no pichel

29 de Março de 2022

Iniciamos o mês de abril com música ao vivo no nosso centro social.

Na sexta 1 estarám connosco os Bule + Tecor (21h30 6€ sócias / 8€ nom sócias)

tecor

Já no sábado 2 (21h30 5€), e saindo por vez primeira de Lugo, chegam as Xerezade acompanhadas das Vikingas para umha noite de música tradicional e foliada.

xerezade

COMUNICADO PERANTE A SENTENÇA DO JUÍZO A CHEMA

24 de Março de 2022

Após termos conhecido a sentença que condena o jovem militante Chema Naia a 2 anos e 2 meses de prisom, da Gentalha do Pichel queremos fazer públicas as seguintes reflexons:

1. Mostramos a nossa solidariedade com o Chema, um moço galego que, junto a dúzias de pessoas se manifestava em 2017 para protestar polo despejo do CSO Escárnio e Maldizer, resultando detido e ferido por umha brutalidade policial que mesmo lhe negou o socorro.

2. Condenamos nom só a desproporcionada sentença, mas o conjunto do processo judicial por evidenciar irregularidades e inconsistências que nos permitem falar sem pelos na língua dumha montagem policial.  Estamos a ver, mais umha vez, como o delito de “atentado à autoridade” é inapelável no aparato judicial espanhol, e como sob esse guarda-chuvas a polícia encontra umha imunidade que, em ocasions como esta, chega a extremos completamente desvergonhados.

3. A crise socioeconómica que bate sobre as classes populares e os signos cada vez mais evidentes de colapso sistémica virám acompanhados, como a história nos aprendeu, dum endurecimento da repressom. Só com mobilizaçom social e construçom de redes e espaços de contrapoder poderemos proteger-nos dos delírios dumha minoria que nos está a conduzir ao desastre.

4. Por último, queremos fazer um chamamento aos centos de pessoas que manifestárom e manifestamos nas redes a nossa raiva por este dantesco juízo a levar essa rebeldia às ruas, único lugar onde se tornarám umha só voz, e nutrir os centros sociais, coletivos e organizaçons transformadoras que, como o Escárnio que Chema e moitas outras defendíamos aquel 2017, som chave para a autodefesa popular.

Compostela, 24 de março de 2022

 

212554797_118449237158779_8886180477048951551_n

projeçom e colóquio de amnésia 3.0

21 de Março de 2022

magina amencer cada día sem lembrança do anterior. Assim é o universo de Amnesia 3.0 Ti decides quem conta a história. Melhor piloto de serie estatal no FECICAM 2021. Projecto ganhador CIP 2019. Finalista à melhor série web nos Prémios Mestre Mateo.

Projeçom interativa e colóquio com a diretora Irene Pin.
Esta sexta-feira, 25 de março ás 20h00. Nom é necessaria inscriçom prévia.

amnesia

Topamos um possível castro em Traço

9 de Março de 2022

photo5764884694909957503

Percorrer os caminhos e corredoiras da nossa comarca de bicicleta, ademais do exercício e o desfrute da paisagem, tem como recompensa imediata descobrir lugares e elementos patrimoniais pouco conhecidos e mesmo desconhecidos. Isto é o que lhe sucedeu a um dos membros da comissom de História num dos seus passeios do confinamento.

Co olho afeito a procurar modificaçons humanas na paissagem nom lhe passarom por alto as estruturas que se atopam no lugar de Tertemile, paróquia de Chaiam, concelho de Traço. Os restos estam situados numha zona de chaira a 270 metros de altitude na veiga do Tambre, nas proximidades da igreja paroquial de Santa Maria de Chaiám. Semelha parcialmente arrasado nos seus bordes norte, sul e oeste, e na actualidade está coberto por umha carvalheira e mantém em aparente bom estado o parapeto do lado leste, ocupando umha superfície circular duns 120 metros de diâmetro. Tem fácil acesso polo lado norte, onde umha pista da concentraçom parcelária semelha ter afetado parte do parapeto. Ao chegar a casa comprovou que nom estava catalogado.

No concelho de Traço há 17 castros catalogados; na comarca de Compostela, arredor de 100. Povoados fortificados, com dataçons entre a Idade do Bronze (1800-700 AEC) e bem entrada a Idade Média (século VI EC) que na nossa comarca tenhem em comum o seu total abandono e o ser ignorados polas administraçons públicas. A Direçom Geral de Património Cultural da Junta da Galiza e o Concelho de Traço já forom devidamente informados do achádego para que procedam à sua catalogaçom. A catalogaçom é um primeiro passo para a sua proteçom, mas cómprem outras actuaçons para a sua posta em valor e difussom co resto de castros do concelho e da comarca. E por suposto nom é só um trabalho dos poderes públicos; o património interpela-nos como povo sobre a nossa história e como cuidamos comunitariamente a nossa herdança.

A Gentalha do Pichel quere invitar a concelhos e outras adminstraçons públicas a abandonar o monocultivo cultural e turístico arredor do Caminho de Santiago e da catedral para estudar, proteger e difundir outros patrimónios da comarca, como o prehistórico (castros, mámoas…), doutros períodos históricos ou o património industrial.

  Ler mais »

Roteiro memória da lou

8 de Março de 2022

Continuamos com as atividades arredor da exposiçom do 20 aniversário dos protestos contra a LOU.

Nesta quinta 24 (18h30) e desde o Pichel faremos um percurso polos cenários das mobilizaçons estudantis na cidade refletindo na memoria da luita e da repercussom desta na atualidade.

IMG-20220302-WA0024

Gravaçom de podcast – Monográfico

6 de Março de 2022

Estás a pensar em fazer podcast? Queres melhorar os teus conhecimentos técnicos para realizar áudios de maior qualidade? Ou simplesmente queres saber como é que se realizam estás novas ferramentas de comunicaçom que tanta força estam a ter a dia de hoje? Pois este obradoiro é o teu.
Da mão da boa gente de Baleiro Perfecto nesta sexta 11 (19h00) aprenderemos a guionizar e a gravar com jeito os nossos podcast.
Inscriçons em gentalha@gentalha.org
(para a gravaçom recomendamos trazer um portátil com o programa Audacity instalado)podcast

projeçom de entroidar

3 de Março de 2022

Entroidar é umha longametragem documental do Entroido de Laça que nasce da paixom e namoramento da comarca, a contorna e as tradiçons e que-fazeres do entroido. Tras um intenso labor de investigaçom, nom apenas antropológico, para descobrir a verdadeira origem do entroido partindo de Laça, deste pequeno recuncho da Galiza, senóm conhecer todo o que envolve as suas gentes e como som os meses previos de preparaçom para esta grande celebraçom ritual, ancestral e auténtica.

Sexta feira 4 (21h00). Com a presença do seu diretor, Pablo Ces.

unnamed

palestra sobre a nova lei da ciência

22 de Fevereiro de 2022

Em pleno debate sobre a nova Lei da Ciência, qual é a situaçom atual das investigadoras galegas? Vai servir o novo texto para combater a precariedade laboral na investigaçom? Que demandas e necessidades tenhem as investigadoras?

Esta quinta-feira às 20.45 Daniel Cao Labora, da Asemblea de Investigadoras de Compostela, dará-nos algumhas respostas. Participa!

Umha atividade da Comissom de Cultura Científica.

274345158_3134234266846953_1829954351065918127_n